7 passos para reduzir acidentes de trabalho

Conheça os efeitos do Luvex Renovare
22 de novembro de 2017
O que é EPI? – Entenda de uma vez por todas
9 de Janeiro de 2018
“O Brasil gasta R$ 10 bilhões por ano em acidentes de trabalho, diz especialista” – segundo dados divulgado pelo vice-presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), os gastos que as empresas arcam com acidentes de trabalho anualmente são bilionários.

Quando um funcionário sofre um acidente de trabalho, o que geralmente é “imprevisível”, as empresas têm dois tipos de custos: os diretos e indiretos. Diretamente, são todas as despesas ligadas ao atendimento do acidentado, como despesas médicas, hospitalares, odontológicas, farmacêuticas e até mesmo o transporte do acidentado durante o período de recuperação. Enquanto os custos indiretos estão relacionados a reposição do equipamento, salário de um funcionário substituto e todas as despesas que são “consequências” do acidente, como inclusive os gastos com processos judiciais e indenizações.

Por isso, é importante entender que as chances de um usuário se acidentar em uma empresa, que possui mais de 1000 funcionários em sua rede de produção, pode ser relativamente alta, e as implicações dos acidentes podem prejudicar o orçamento financeiro da organização.

Pensando nisso, a MOB, empresa especializada em sistemas que buscam oferecer soluções para ajudar empresas a economizarem tempo e dinheiro, desenvolveram um ebook grátis com um método pouco conhecido pelas empresas, 7 passos simples que podem reduzir drasticamente as chances de ocorrer acidentes de trabalho.

Para acessar o material grátis é só clicar aqui.

Boa leitura!