Artigo: Qual a validade do curso de NR 35?
3 de Abril de 2019
Zero Acidentes: Realize a DDS dentro da sua empresa
9 de Abril de 2019

Quando falamos sobre os riscos relacionados ao trabalho, o risco ergonômico pode ser aquele que passa despercebido a muitos, contudo, a sua importância não pode ser subestimada.

Dentre as medidas de prevenção de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais está a Cinta Ergonômica Lombar. Este é um equipamento destinado a diminuir o risco ergonômico para profissionais que carregam peso no desempenho de suas atividades.

Vale a pena lembrar que esse não é um EPI propriamente dito, dessa forma, não tem o Certificado de Aprovação (CA) que era emitido pelo agora extinto Ministério do Trabalho.

Bem, vamos falar um pouco mais sobre esse equipamento e a forma correta de utilizá-lo? Continue lendo esse texto e saiba mais sobre essa temática.

O USO DA CINTA LOMBAR NO AMBIENTE DE TRABALHO

A cinta lombar ou cinta ergonômica é amplamente utilizada por trabalhadores no Brasil (e mundo) inteiro a fim de evitar problemas na coluna em decorrência das atividades desempenhadas pelo trabalhador.

Essas atividades normalmente estão ligadas ao carregamento de peso, algo que certamente tem grande impacto na saúde da coluna do indivíduo. A sua função é em contribuir para a estabilidade da lombar, como o próprio nome já transparece.

Apesar de vermos mais frequentemente em carregadores, existem inúmeras outras indicações para o seu uso, dentre elas, a relevante para o assunto Segurança do Trabalho estão os indivíduos que passam muito tempo sentados ou em pé.

Dentre os efeitos biomecânicos do uso da cinta ergonômica estão:

  • Deixar o tronco mais rígido, reduzindo a demanda dos músculos da região;
  • Limita a mobilidade do tronco, obrigando o trabalhador a realizar o movimento correto para içar as cargas.

Apesar da sua ampla indicação, é necessário ter alguns cuidados com o seu uso, afinal de contas, é um equipamento que se fixa no indivíduo através de pressão. Desta feita, pode limitar o fluxo sanguíneo para a região abdominal do indivíduo.

RECOMENDAÇÕES PARA O USO DA CINTA LOMBAR

O primeiro passo está em escolher um produto de qualidade. Se inadequada a cinta pode ter impactos negativos na coluna ao invés de ajudar a preservá-la.

Esse equipamento deve ser utilizado somente quando o colaborador estiver trabalhando, o cinto deve ser ajustado de acordo com as orientações do fabricante. Ademais, o mesmo deve ser usado sobre as vestimentas, não sob e, usando-o ou não, o trabalhador deve adotar todas as boas práticas ao carregar cargas.

Vale lembrar também que o treinamento para o transporte manual de carga é obrigatório para todos os trabalhadores que atuam nesse ramo.

Quer saber mais a cinta lombar ou outros equipamentos? Deixe uma sugestão via e-mail ou pelo Facebook e aproveite para entrar em contato conosco para tirar dúvidas.

E-mail: marketing@bunzlepi.com.br

Lembre-se: sempre verifique o CA antes de usar o EPI.