Guia da Prevenção: os principais riscos de trabalhar sentado

Hora da Segurança: Luva arco elétrico categoria 4
23 de Maio de 2019
Artigo: como a gestão do EPI contribui para a redução de acidentes
29 de Maio de 2019

Passar o dia sentado é um cenário que faz parte do dia a dia de inúmeros trabalhadores. Isso porque o computador se tornou a principal ferramenta de trabalho em qualquer escritório.

Apesar de estar sentado ser a forma mais confortável e prática de executar esses tipos de trabalhos, essa posição por longos períodos podem acarretar em doenças ocupacionais. Não somente, também é um forte fator ligado ao sedentarismo!

De modo geral, o corpo não foi desenvolvido para passar muito tempo em uma mesma posição. Mas os profissionais da segurança do trabalho criaram alternativas a fim de garantir a saúde dos funcionários.

Curioso sobre esse assunto? Vamos adentrar um pouco mais nesse assunto nesse texto!

RISCOS QUE OS COLABORADORES CORREM AO PASSAR O DIA SENTADO

Ficar o dia todo sentado está associado a inúmeras doenças ocupacionais que podem afetar amplamente a sua qualidade de vida:

  • Obesidade

Ficar parado em uma mesma posição por muito tempo deixa o metabolismo do indivíduo mais lento. Isso faz com que menos calorias sejam queimadas e logo, promove o ganho de peso.

Em casos extremos, quando esse tipo de ocupação também é acompanhado de um estilo de vida sedentário, essa condição pode chegar à obesidade.

  • Má circulação sanguínea

Andar é uma parte importante na manutenção sanguínea das pernas. Nesse sentido, pessoas que não se movimentam o suficiente tem uma má circulação sanguínea o que resulta em tornozelos inchados, varizes e em casos muito sérios, até coágulos sanguíneos.

  • Enfraquecimento dos ossos

Também é observada a ligação de pessoas com estilo de vida sedentário e o enfraquecimento dos ossos. Há uma diminuição da densidade óssea, o que pode acarretar em osteoporose.

  • LER/DORT

Lesão por Esforço Repetitivo e Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho são condições muito comuns para quem trabalha sentado.

Normalmente esses trabalhos apresentam condições repetitivas – digitar, escrever, etc. Com o passar dos anos movimentos simples como segurar uma caneta fica mais difícil, tendo grande impacto na qualidade de vida do indivíduo.

  • Problemas de coluna

Não comuns, os colaboradores não respeitam as boas práticas ergonômicas da forma de sentar e da altura do monitor. Os mesmos devem sentar-se com a coluna reta e pernas a 90o e o monitor deve estar na altura dos olhos, qualquer outra postura pode gerar problemas de coluna.

COMO EVITAR ESSAS DOENÇAS OCUPACIONAIS

De forma geral, a resposta é uma só: movimentar-se. Se o grande problema está na falta de movimentação, implementar a rotina de trabalho exercícios laborais, alongamentos e caminhadas sempre que possível.

Algumas empresas até já implementam isso em suas atividades oficiais, afinal de contas, entendem que a saúde e qualidade de vida do trabalhador deve vir sempre em primeiro lugar.

Ademais, não são necessários mais de 30 minutos por dia para fazer uma grande diferença.

Quer saber mais sobre os riscos de trabalhar sentado(a)? Deixe uma sugestão via e-mail ou pelo Facebook e aproveite para entrar em contato conosco para tirar dúvidas.

E-mail: marketing@bunzlepi.com.br

Lembre-se: sempre verifique o CA antes de usar o EPI.