Implementação do SESMT na sua empresa – por que é importante?

Você sabe quais os riscos da Vibração Ocupacional? Fique de olho aos cuidados e EPIs indicados!
19 de Maio de 2020
Alpinismo Industrial: segurança em qualquer altura!
26 de junho de 2020

Se a sua empresa tem uma CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), também deve ter o SESMT: Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho. Se não tiver, este post é para você! 

Mas, por que a implementação do SESMT é essencial? Para garantir a integridade física de todos os profissionais dentro da empresa e forma ainda mais eficaz.

Atualmente, a implantação do SESMT dentro das empresas que empregam seus funcionários pelo regime CLT é obrigatória. Criado em 1967, a partir do Decreto nº 229 e, mais tarde, regulamentado pela Portaria nº 3.237/1972 to serviço tem a preocupação de ter uma equipe voltada a prevenção de doenças ocupacionais. 

O dimensionamento do Serviço depende do grau de risco das atividades profissionais e do número de colaboradores, em um cruzamento dos quadros I e II da NR4. No entanto, a composição normalmente inclui:

  • Técnicos de Segurança do Trabalho;
  • Engenheiros de Segurança do Trabalho;
  • Auxiliares de Enfermagem do Trabalho;
  • Enfermeiros do Trabalho;
  • Médicos do Trabalho.
  • É importante saber: a NR4 prevê que os profissionais integrantes do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho sejam regularmente contratados pela empresa, com exceção de alguns casos, em que podem ser representantes de sindicatos da categoria correspondente ou terceirizados de empresas privadas especializadas.

Nas empresas, o SESMT é responsável por eliminar ou minimizar os riscos ambientais existentes no local de trabalho, o que inclui vistorias nos setores e a aplicação do Programa de Prevenção de Riscos Ocupacionais (PPRA), previsto pela NR9, que pede a descrição dos equipamentos de proteção, coletivos e individuais, indicados para cada função. Também deve ser executado o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO), estabelecido pela NR7. Nele são indicadas todas as medidas preventivas relacionadas à saúde dos trabalhadores, como a periodicidade dos exames ocupacionais e a necessidade de avaliações específicas.

Vale lembrar ainda que o SESMT pode e deve promover treinamentos que orientem os profissionais sobre as condutas diárias de segurança, favorecendo a implementação da cultura de segurança na empresa. Por fim, salientamos que os profissionais responsáveis pelo SESMT devem se manter sempre atualizados para oferecer um bom diagnóstico de segurança e seguir todos os procedimentos legais que norteiam a Medicina do Trabalho.

Ao lado da CIPA, ambos devem garantir que aconteça anualmente a Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (SIPAT).

Segurança é algo que se aprende diariamente. E, para garantir que ela seja eficaz, a capacitação dos profissionais é essencial, bem como o uso de EPIs de qualidade em todas as áreas. Confie em quem trabalha por você! Fale com a nossa equipe e saiba mais.