Artigo: entenda o que é o LTCAT e por que a sua empresa precisa dele
13 de Março de 2019

A lanterna é um equipamento praticamente constante nas mãos de bombeiros, policiais e até mesmo médicos. Apesar de terem usos diferentes para cada um desses profissionais, certamente ainda se trata de algo indispensável para o desempenho de suas atividades.

É justamente por ser um equipamento tão indispensável e tão presente na vida de diversos profissionais que ele gera algumas perguntas e confusões. A primeira delas é: a lanterna é um Equipamento de Proteção Individual (EPI)? Ou mesmo, como manipular e cuidar de uma lanterna?

Continue lendo esse texto e descubra a resposta para essa e outras perguntas a respeito das lanternas.

AFINAL, A LANTERNA PODE SER CONSIDERADA UM EPI?

Pela sua função na vida dos profissionais, especialmente aqueles que estão inseridos em situações de risco como policiais e bombeiros, por exemplo. Estes necessitam da luz artificial gerada por esse equipamento para ver obstáculos e outros perigos que podem estar presentes em ambientes específicos.

Contudo, se você acompanha o nosso blog já sabe que para ser considerado um EPI o produto deve apresentar algumas características. Dentre essas características está o Certificado de Aprovação, mais conhecido como o CA.

Esse é um código que era emitido pelo já extinto Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e conferia ao EPI confiabilidade e também a permissividade de ser comercializado. Resumindo, a lanterna não pode ser considerada um EPI, afinal de contas, ela não tem CA.

A TÉCNICA DO USO DA LANTERNA

Apesar de não ser um EPI a lanterna é um equipamento que salva vidas, sendo assim, a sua necessidade em ambientes com pouca ou nenhuma luz não deve ser subestimada. Tanto é que existe uma técnica específica para o uso desse equipamento.

No caso de policiais e afins, o foco está em esconder a sua localização de possíveis inimigos, para isso, existem técnicas bem desenvolvidas de combate em baixa luminosidade.

Já no caso de bombeiros e profissionais de resgate, por exemplo, normalmente suas mãos estão ocupadas, sendo necessários equipamentos acessórios para fixar no capacete ou mesmo nos ombros.

CUIDANDO DA SUA LANTERNA

Como qualquer outro equipamento (EPI ou não) para manter uma lanterna funcionando normalmente e não te deixar na mão na hora da ação, serão necessários alguns cuidados básicos, prolongando a sua vida útil.

  • Sempre mantenha o seu exterior limpo. Pode usar um pano humedecido com álcool ou algum outro produto que elimine gorduras da superfície;
  • Reponha partes danificadas como a própria lente ou mesmo os aros de borracha utilizadas para vedar;
  • Use lubrificantes para os aros de borracha, evitando que eles ressequem e permitam que umidade entre, danificando sua lanterna.

Esses são os 3 passos que você deve fazer 1 ou 2 vezes ao ano para manter a sua lanterna perfeitamente funcional e inteira por quanto tempo dure a própria lâmpada.

Quer saber mais sobre as lanternas ou outros equipamentos de segurança? Deixe uma sugestão via e-mail ou pelo Facebook e aproveite para entrar em contato conosco para tirar dúvidas.

E-mail: marketing@bunzlepi.com.br

Lembre-se: sempre verifique o CA antes de usar o EPI.