Manual da Segurança: tripe em alumínio com 2 pontos de encaixe

[Artigo] – Custo de Acidentes do Trabalho: Segurado, Não Segurado e Complementar
30 de Janeiro de 2019
Zero Acidentes: saiba como acompanhar os trabalhadores nas atividades laborais
5 de Fevereiro de 2019

Você já se perguntou como pessoas acessam locais confinados, ou mesmo descem de “rapel” em um resgate, por exemplo? Bem, o equipamento responsável por propiciar esse tipo de versatilidade é um tripé de alumínio com 2 pontos de encaixe.

Ele funciona como uma espécie de âncora na qual os cabos de segurança são fixados, funcionando como uma espécie de elevados para que o trabalhador possa acessar espaços confinados ou mesmo realizar um resgate, como é o caso de trabalhadores que atuam no saneamento básico e bombeiros, respectivamente.

Um ponto interessante a se deixar claro é que o tripé serve somente para descender /ascender o trabalhador para/de níveis mais baixos. Um exemplo muito prático para visualizar a utilização desse equipamento são os trabalhadores que precisam descer por bueiros.

O equipamento nada mais é que um tripé super reforçado com correntes de segurança e com um ponto de ancoragem em seu ponto superior, permitindo que o trabalhador possa ligar o seu material de segurança e descender para desenvolver as suas atividades.

ANTES DE USAR, ATENTAR-SE

Recomenda-se que antes de manipular e/ou usar esse equipamento, leia-se o manual de instruções na íntegra, mesmo que já tenha usado um modelo de tripé semelhante.

Ademais, é de extrema importância observar a compatibilidade de todos os conectores e componente utilizados, evitando assim sustos ou verdadeiros acidentes de trabalho. Outra requisição de segurança é sempre usar ganchos de travamento automáticos.

Também é necessário averiguar as configurações corretas de montagem para cada tipo de atividade. As normalmente descritas são:

  • Posicionamento de trabalho;
  • Condução de pessoal;
  • Manuseio de material;
  • Resgates.

Antes de utilizar o equipamento, também é necessário realizar uma inspeção, verificando o bom funcionamento de todas as partes móveis assim como a presença de partes fixas tais como porcas e parafusos.

A montagem do tripé deve se dar em terreno nivelado e sólido sob os pés do mesmo, assegurando que a estrutura será firme e não haverá solavancos. Não somente, a linha de vida ligada ao equipamento deve estar diretamente sobre o trabalhador e a atividade sendo desenvolvida.

Para a montagem dos equipamentos no tripé também deve ser verificada no manual de instruções, mesmo que o trabalhador tenha usado modelos parecidos anteriormente. Somente salientando a importância de ler na íntegra esse documento.

Quanto a manutenção do produto, é muito importante – mesmo que não o usando com frequência – limpar a superfície do equipamento com água e uma solução diluída de detergente. Isso garante que resíduos não se acumulem no tripé, evitando também o desgaste do material.

Quer saber mais sobre o tripé em alumínio ou outros temas relacionados à Segurança do Trabalho? Deixe uma sugestão via e-mail ou pelo Facebook e aproveite para entrar em contato conosco para tirar dúvidas.

E-mail: marketing@bunzlepi.com.br

Lembre-se: sempre verifique o CA antes de usar o EPI.